12ª FEVAST MOVIMENTA

0

O Sindicato dos Produtores Rurais de São Francisco promoveu a 12ª edição da Feira do Agronegócio e Agricultura Familiar do Vale do São Francisco, um evento que, a cada ano, mostra a pujança da agropecuária do município de São Francisco, especialmente na pecuária.
O evento aconteceu com uma programação especial e diversificada nos dias 21, 22 e 23. No dia 21, pela manhã, realizou-se a cerimônia de abertura da Fevast, com a presença de autoridades e convidados ocupando o grande espaço de eventos do Parque, em sessão presidida por José Botelho Neto, que falou sobre a importância da Feira, do trabalho do Sindicato, dos produtores rurais e da agricultura familiar para o município de São Francisco e região. No correr do dia a programação constou de visita aos estandes: máquinas, produtos agrícolas da Agricultura Familiar, posto de atendimento ao público – saúde, orientações técnicas (Emater), financiamentos. Feira de animais (cabeças de raças diversas expostos em currais). Feira da Agricultura Familiar e Artesanato. Demonstração de máquinas agrícolas. Palestras e, à noite, show com artistas da região. No dia 22, repetiu-se a programação com destaque para os itens: feira de animais, visita aos estandes, demonstração de máquinas agrícolas para Agricultura Familiar, leilão de equinos e show com artistas da região. No dia 23, encerramento, repetiu-se a programação no correr do dia, e, à noite, o tradicional desfile country com belíssimas apresentações de crianças, moças e rapazes. A Fevast foi encerrada com show de artistas da região.
Na visão do presidente José Botelho Neto – Zezito – o Sindicato dos Produtores Rurais de São Francisco há 35 anos vem defendendo os interesses dos produtores rurais e agricultores familiares, buscando o desenvolvimento do município. A Fevast é apenas um importante braço de seu trabalho que, no dia a dia, está atento e sempre buscando fortalecer e defender a classe dos produtores e a agricultura familiar. Importantes cursos têm sido oferecidos às classes com o fim de fortalecer sua atividade e, com isso, promovendo o desenvolvimento do município. Quanto mais forte se torna o Sindicato, mais fortes serão os produtores rurais e agricultores familiares constituindo uma classe que pode direcionar os destinos do município que tem a vocação agrária. Por isso, ele concluiu: “é importante que maior seja ainda a filiação ao Sindicato. Quanto mais forte, maiores seremos em nossa importância no contexto municipal e regional”.

Campartilhe.

Comentários desativados.