ABASTECIMENTO DE ÁGUA NO MEIO RURAL CORTADO

0

A água é um elemento essencial à vida. Em se tratando de pessoas, a água potável. Deveria ser um direito fundamental ao homem já que bate diretamente com o direito à vida e com a dignidade da pessoa humana, uma vez que é inegável sua importância no contexto econômico, social e vital do mundo atual.

O município de São Francisco, apesar de ser cortado ao meio por um rio imenso, enfrenta problemas com abastecimento de água potável no meio rural há muito tempo. A última foi do corte de vínculo da COPASA com a prefeitura municipal.

A população do meio rural em grande parte depende de água levada em suas residências através de caminhão pipa. Recentemente, devido à quebra de contrato da Prefeitura com COPASA por falta de pagamento, ocorreu a interrupção de abastecimento para o meio rural. Um morador do meio manifestou a respeito: “Devido a falta de compromisso da Prefeitura, até quem não tem nada a ver pagar com a situação e está sendo prejudicado. Tenho que ir na COPASA agora e comprar água. Ela emitiu uma conta, que no meu caso, só o consumo, 9 mil litros custou R$ 60, e ainda tenho que pagar R$ 100 reais do frete do caminhão pipa –  este valor quando a localidade é perto. Igual lá em casa que é para beber, beleza, e quem tá usando para tudo, tem gente pagando para dar água ao gado. E isso no município inteiro”.

Chegando novas eleições. O que se espera é que uma parte das pessoas deixe de serem corruptas e vendam seus votos a troca de canos, estradas mal recuperadas no último ano de mandato, cestas básicas, dinheiro sujo, promessas falsas e baratas. Algumas pessoas, não todas, precisam entender que são 4 anos e não 4 meses. A venda do seu voto pagou 4 anos? Se pagou, cadê? Cadê saúde? Cadê educação? Cadê assistência social? Cadê cultura? Cadê nosso patrimônio? Cadê turismo? Cadê as obras? Cadê o mínimo disso tudo? Pensem bem antes de sua votação. Avaliem o seu candidato. E boa sorte para todos nós.

Jonas Silva

Campartilhe.

Comentários desativados.