CAIO MARTINS

0

A Escola Caio Martins de São Francisco completou 63 anos de existência no dia 12 de fevereiro. A instalação foi marcada pela santa missa celebrada pelo padre Guerino Lasafá em altar instalado no terreiro da casa (de Manoel Caximbo) que seria o primeiro lar dos alunos, no meio de um belo bosque de eucaliptos.
Tudo começou em 1955 num entendimento do coronel Manoel de Almeida, presidente do Conselho Diretor das Escolas Caio Martins, com Oscar Caetano Gomes, proeminente político de São Francisco, o que se transformou em realidade graças a convênio firmado com a Comissão do Vale do São Francisco a ser executado pelas Escolas Caio Martins, com a finalidade de “despertar nos alunos o amor sadio pelo trabalho, com oportunidade maior e mais pleno ensejo para expansão de suas potencialidades; procurar encaminhar os diferentes jovens em atividades e modalidades de ocupação que melhor atendam as necessidades do meio em que vão atuar, tendo em vista as tendências e aptidões individuais; reavivar nesses jovens o amor à instituição família e, bem assim, da vida em comunidade, despertando-lhes ainda o interesse pelo terra, que deve ser exaltada como fundamento basilar, para a felicidade do homem”.
O primeiro diretor da Escola foi o coronel Oscar Caetano Gomes e, a primeira professora, dona Alice Mendonça. Em 1960 a escola passou a ser dirigida por um ex-aluno da instituição (escola de Esmeraldas), João Naves, que permaneceu à sua frente até elas se transformarem em Fundação.
As Escolas Caio Martins foram transformadas em Fundação e, conquanto vitorioso seu trabalho como Centro de Treinamento, dadas as exigências modernas, ele foi transformado em Centro Educacional, com uma programação adequada ao ECA e outras exigências. O sistema de internato foi encerrado. Atualmente a Escola trabalha com o sistema de Integração recebendo alunos de escolas da cidade em atividades extracurriculares e desenvolve trabalhos diversos com entidades outras da comunidade, como realização de cursos profissionalizantes.
Registra-se com o CTJLR formou centenas de jovens que têm se destacado na sociedade nos mais diversos setores – prefeitos (3), vereadores, empresários, advogados, técnicos, professores e produtores rurais.
Atualmente, o Centro é coordenado por Francine Almeida que, há alguns anos, vem desenvolvendo um profícuo trabalho à frente da entidade, mantendo viva a chama caiomartiniana.

Campartilhe.

Comentários desativados.