CANTO DA POESIA

0

A Tempestade

Não é hora
de sair pelas ruas
ainda venta muito
tem muita poeira
e caem granizos

as nuvens rodeiam
tomam o céu
e os trovões
assustam com os relâmpagos

não sei quando
tudo isso acaba
mas é tempo
para os homens
em orações
voltarem-se para Deus

Joaquim Meira Neto

Campartilhe.

Comentários desativados.