CENTENÁRIO DE MARCIANO GONÇALVES MOREIRA

0

JOSÉ RAIMUNDO RIBEIRO GOMES

Grande lutador por políticas públicas para a região de Serra das Araras

Marciano Gonçalves Moreira, natural da região do Tejuco, município de Januária-MG, nasceu no dia 15 de março de 1919, registrado, no entanto, como nascido no dia 25 de dezembro de 1918, quinto filho, dos 14, do primeiro casamento de seus pais Ana Moreira dos Anjos e Vicente Gonçalves Ferreira. Depois, ganhou mais oito irmãos do segundo casamento de seu pai.
Registrou-se no ano de 1936, quando foi alterada sua idade para ser eleitor. Mudou-se para São Francisco em 6 de março de 1945, indo morar na localidade de Riacho, próximo à barra do Rio Pardo, casando-se com Redolfina Martins Pereira, primeira esposa. Tiveram sete filhos. Em sua casa funcionou a primeira escola em toda região do distrito de Serra das Araras. Construída no final da gestão do prefeito Pedro Mameluque, foi inaugurada na gestão do prefeito Aristomil Mendonça.
Ele lembra que nesta época o transporte era a cavalo. Quando dr. Oscar Caetano Júnior foi eleito no segundo mandato, em meados de 1974 trabalhou na Prefeitura, como fiscal de renda, de obras e avaliador municipal, e ainda fazia serviços de topografia. Foi cedido à Ruralminas para ajudar na topografia da estrada de São Francisco a Urucuia. Colaborou também com equipe que trabalhava na topografia da estrada de Buritis a Formoso. Naquela oportunidade fixou residência na vila Goiaminas, onde montou uma mercearia.

“Em 25 dezembro de 2018 comemorei meus cem anos de vida; foi muito gratificante receber parentes e amigos para festejar este grande momento da minha vida” – disse Marciano Moreira.

Em dezembro de 1978, mudou-se para Serra das Araras, convidado pela empresa/firma Adiflor. Em 1980 fundou naquela vila um armazém de atacado e varejo. Dois anos depois, atendendo aos anseios da região, candidatou-se a vereador na chapa de Assunção, sendo bem votado, mas não foi eleito. Mesmo assim, o governador eleito Tancredo Neves que era seu aliado político, atendeu suas demandas apresentadas: energia elétrica para Serra das Araras, projeto Padsa (Vila dos Gaúchos) e estradas, entre outros.
Desde 1985 vive com dona Rosina Farias Marques, com quem é casado. Mudou-se, depois, para Januária onde morou um tempo e, desde 1993, mudou-se para Chapada Gaúcha onde pode contribuir com o processo de emancipação, sendo seu filho Aguinel vereador por dois mandatos (2009/2012 e 2013/2016).

Campartilhe.

Comentários desativados.