DIA DAS MÃES

0

MÃE

Mãe! O nome, por si, já soa como música terna, suave, com tons de amor.
Mãe! É o princípio da vida, o sonho da vida, o encanto da vida.
Nada é mais sublime que a figura da Mãe, a que dá a vida por uma vida.
Mãe pobre, Mãe rica! Não existe Mãe feia, todas são belas,
Pois têm a existência do amor pelo amor
Do filho que ao estrear a fala, diz primeiro Mamã
Balbucia a doce palavra Mãe!
Mãe, mulher que tem primeiro a vida dentro de si
Que no seu âmago, perto do coração, carrega o seu rebento
Nove meses de sonhos, de esperança, de amor guardado
Depois dá o colo, dá o peito amoroso ao que vem
Derramando um olhar de ternura, de encanto, de prazer
A primeira a estender os braços protegendo a sua cria
Nos primeiros passos do desabrochar para a vida
Mãe, do filho a asa protetora vida afora, sem descanso
Mãe que tira do coração para dá-lo ao filho.
E, sem a existência da Mãe, não existiria a humanidade.

No plano espiritual foi dada à mulher a mais sagrada missão
Trazer aos homens a sua salvação – o Filho de Deus
Como entender, então, a santidade de Maria, Nossa Senhora?
Maria, é Santa porque Mãe de Jesus, o Filho Deus.
Negar sua santidade, seria negar a vontade de Deus

Dia das Mães é dia de todas as Marias
Por natureza distinguidas pelo Criador
Para revelar aos homens o seu propósito
“Crescei e multiplicai-vos.”

João Naves de Melo

Campartilhe.

Comentários desativados.