DIA MUNDIAL DA ÁGUA NA EE EVERARDO GONÇALVES BOTELHO

0

A EE Everardo Gonçalves Botelho, dirigida pelo prof. Guilherme Barbosa Pereira, desenvolveu um trabalho especial para comemorar o Dia Mundial da Água – “Projeto: Água como Direito Humano”.
Desenvolvido pelo professor Marcos Vinicius do Nascimento Ferreira, o projeto teve como objetivo contribuir para a formação de cidadãos conscientes, aptos para decidirem e atuarem diante da realidade em que o mundo vem enfrentando com a poluição e a escassez de água, além de estimular os alunos a descobrirem formas de economizar água, bem como, conhecer de fato os problemas que o País vem enfrentando com o seu desperdício exagerado. O projeto tem por objetivo proporcionar às crianças uma visão ampla que envolve inúmeros problemas que o mundo atual vem enfrentando com relação à falta de água, afora uma grande diversidade de experiências, com participação ativa, para que possam ampliar a consciência sobre as questões relativas à água no meio ambiente e assumir, de forma independente e autônoma, atitudes e valores voltados à sua proteção e conservação dos recursos naturais.
O projeto foi desenvolvido em três etapas. Primeira: exibição de filmes/documentários de conscientização e reflexão sobre o tema, de acordo com a escolaridade. Segunda: realização de atividades em sala de aula sobre o tema. Terceira: palestra sobre o tema com a realização de oficinas, a seguir.
O projeto foi desenvolvido nos dias 15, 18, 20, 21 e 22, nas dependências da Escola e com visita ao rio São Francisco (balsa de travessia e margem do rio). A palestra foi proferida por João Naves, presidente do Codema e secretário do CBHSF9 – Afluentes Mineiros do Médio São Francisco.

COMENTANDO

Louvável a iniciativa da EE Everardo Gonçalves Botelho em comemorar, de maneira especial, o Dia Mundial da Água – 22 de março, numa quadra em que poucos dão importância à necessidade de se proteger a água, que não se tem a atenção voltada para os sérios problemas que comprometem, e muito, a manutenção desse recurso indispensável à vida humana – para o consumo, produção de alimentos e geração de bens essenciais à vida. Se a atual geração não tem procurado proteger a água e dela cuidar, é preciso então que seja feito um trabalho com as crianças e jovens conscientizando-os a respeito do problema que ameaça a vida na terra: a destruição, de todas as formas, dos recursos hídricos. Exemplos estão aí, tão gritantes, como a poluição dos rios provocada não só pelas mineradoras – em grande e criminosa escala – mas também por empresas que devastaram o cerrado, fonte de reposição das águas dos rios, e a própria população que não hesita em jogar lixo nas águas do São Francisco.
A Organização das Nações Unidas instituíram o dia 22 de março como o Dia Mundial da Água, com o propósito de chamar a atenção da humanidade sobre a importância e necessidade de se proteger tão importante bem – um patrimônio da humanidade.
Em sentido contrário a essa recomendação, entre tantos problemas causados pelo homem à natureza, fica mais um registro do desastre do rompimento da Barragem de Brumadinho. Levantamento realizado pela Fundação SOS Mata Atlântica aponta que os índices de turbidez no trecho que vai de Felixlândia até Três Marias estão acima do aceitável e, por isso, a água é imprópria para o consumo. As concentrações de ferro, manganês, cromo e cobre também estariam além do aceitável pela legislação.

Campartilhe.

Comentários desativados.