FALA DE ZÉ REIS – DEPUTADO ESTADUAL

0

O primeiro pronunciamento do deputado Zé Reis no plenário da Assembleia Legislativa de Minas Gerais revela a sua preocupação com uma causa que interessa diretamente a população norte-mineira: a educação. Vai mais além, ele apresenta aos seus pares a Fundação Educacional Caio Martins reivindicando ao governador do Estado uma deferência especial à instituição que tantos e importantes serviços tem prestado ao norte de Minas como de resto a Minas e ao País.
Bem a tempo o pronunciamento do deputado norte-mineiro, um dos representantes de São Francisco, mostrando ao governador Zema o que representa a Fundação Educacional Caio Martins que, conhecendo o seu trabalho, poderá ele dar a ela maior sentido no presente, e assim, ele se realizar especialmente no campo sócio-educacional tão marginalizado no governo passado.
Pronunciamento do deputado:
“É um prazer imenso estar nesta Casa pela primeira vez. Eu, que venho do Norte de Minas, lá do sertão, pude atentamente observar, na fala dos demais oradores nas semanas que transcorreram, a magnitude que é a Assembleia Legislativa: parlamentares de diversos cantos do nosso Estado de Minas Gerais, com seus mais diversos perfis, diferenciados, de uma representatividade tamanha. Por isso, a minha emoção e o meu prazer de estar aqui representando toda a Minas Gerais, em especial o nosso gerais. Eu, como roceiro, da comunidade da zona rural chamada Flexeira, que divide o Município de Bonito de Minas e o Município de Montalvânia, tive a condição de estudar, saindo madrugada adentro no lombo de cavalo, e de, aos 9 anos, deixar meu lar para estudar na Fundação Caio Martins. Caio Martins que formou centenas de estudantes, de profissionais diversificados, espalhados por esse país afora. Caio Martins criada pelo nosso Cel. Almeida. O Cel. Almeida foi deputado desta Casa e deputado federal, é januarense, barranqueiro e pôde deixar no seu DNA esse meio de transformação. Inclusive, um dos polos da Fundação Caio Martins está aqui na vizinha Esmeraldas.
Mas, como nem tudo são simplesmente flores, deparamos já neste momento, na primeira hora, com o projeto conhecido como reforma administrativa, o Projeto de Lei nº 367/2019. Esse projeto aloca a Fundação Educacional Caio Martins à Sedese, quando o nosso pedido encarecido é para que possamos remanejá-la da Sedese para a Secretaria de Estado de Educação, pois lá está a formação principal da Fundação Caio Martins.”

Campartilhe.

Comentários desativados.