GORDURAS INSATURADAS, SATURADAS E TRANS

0

Enquanto uma combate o colesterol ruim,
as outras ajudam a formá-lo.

GORDURA INSATURADA

Existente nas versões mono e poli-insaturada, esta gordura traz apenas benefícios para a saúde. Encontrada nos alimentos de origem vegetal, ela é líquida em temperatura ambiente e atua no organismo reduzindo os níveis de colesterol ruim e os triglicérides (tipo de gordura que entope as artérias e causa a famosa barriguinha de chope) e a pressão arterial.
O azeite de oliva extra virgem, é uma excelente fonte desta gordura do bem, assim como as frutas e as oleaginosas (castanhas de Caju e do Pará, nozes, macadamia) e as sementes (linhaça, abóbora, chia). O abacate é uma das frutas ricas em gorduras insaturadas, que protegem o coração, além de conter vitaminas e minerais. As gorduras insaturadas colaboram com o aumento do nosso colesterol bom (HDL).

GORDURA SATURADA

Ela é encontrada nos alimentos de origem animal. Nas carnes vermelhas ela se concentra principalmente na gordura e nas brancas, na pele. O leite e seus derivados (creme de leite, iogurte, queijos) também apresentam boas doses desta gordura, sobretudo as versões integrais e os queijos amarelos. São consideradas as gorduras ruins para o nosso organismo.
Em temperatura ambiente, esta gordura se apresenta em estado sólido e, quando é consumida, atua na produção do colesterol ruim (LDL), que sobra na circulação e entope os vasos sanguíneos. Desta forma, quem consome grandes quantidades de alimentos gordurosos, está mais sujeito a desenvolver doenças cardiovasculares.
Troque o leite de vaca integral pelo desnatado, o queijo amarelo pelo queijo branco ou ricota ou cottage. Retire o excesso de gordura das carnes vermelhas e a pele das aves. Evite frituras, prefira preparações cozidas, assadas e grelhadas.

GORDURA TRANS

Biscoitos, sorvetes e salgadinhos são campeões em gorduras trans.
A gordura trans é formada por um processo químico chamado hidrogenação, em que óleos vegetais líquidos são submetidos à alta pressão e temperatura, originando uma gordura sólida com textura ideal para a fabricação de alimentos industrializados. Esta gordura é a responsável por deixar os alimentos mais saborosos, crocantes, cremosos e simpáticos ao paladar.
As principais fontes dessas gorduras são bolachas recheadas, biscoitos, batatas fritas, sorvetes, salgadinhos de pacote, margarinas, fast food, gordura hidrogenada, chocolates hidrogenados, etc. A gordura trans é a pior à saúde, pois ao mesmo tempo em que aumenta o colesterol ruim (LDL), diminui o colesterol bom, o HDL. Por este motivo as indústrias alimentícias estão reduzindo o uso desta gordura.
Sempre precisamos escolher os alimentos que vêm escritos livres de gorduras Trans nas embalagens. Entretanto, lembre-se que apesar do alimento ser livre de gordura trans, não significa que pode ser consumido em excesso.
As gorduras não são as vilãs para a nossa saúde e sim as nossas escolhas em relação a elas. Quem está preocupado com a qualidade da alimentação pode introduzir, por exemplo, creme de soja (origem vegetal) ao invés de creme de leite (origem animal) nas preparações. Em calorias não muda muito, mas em qualidade é totalmente diferente. Gorduras boas devem estar presentes todos os dias nas nossas refeições.
Agora que vocês entenderam a diferença entre os tipos de gorduras vamos praticar Saúde. Evitem as gorduras ruins e dêem boas vindas às gorduras boas.

Campartilhe.

Comentários desativados.