OAB BUSCA MELHORIA

0

O juiz de direito diretor do Fórum da Comarca de São Francisco, Otávio Augusto Melo Acioli recebeu, nesta sexta-feira, em seu gabinete,Maria Aparecida Rossi, diretora do Fórum Permanente da OAB-MG; Silvana Flávia Silva da Mota, presidente da 102ª subseção da OAB de São Francisco; os advogados  Geovane Isnard Mendes, João Naves de Melo, Rafael Patrício e Valmir José de Oliveira para debater questões relacionadas ao funcionamento do fórum da Comarca – relação juízes e advogados e questões processuais e administrativas.

A diretora do Fórum Permanente expôs ao magistrado as questões levantadas pela a OAB de São Francisco em reunião extraordinária da classe. Item por item foi debatido de forma democrática e muito esclarecedora. Surpreendeu à diretora do Fórum Permanente o excesso de processos em cada Vara da Comarca, mais de 8 mil para cada juiz, o número insuficiente de servidores, apontando a necessidade da criação de mais uma vara.

O juiz expos, detalhadamente a situação das duas varas da comarca conforme os itens apresentados pela diretora,mostrando-se interessado e aberto às soluções, reportando-se, contudo, sempre às questões vinculadas à ordem superior, ou seja, às determinações do Tribunal de Justiça.

Ao final, tanto a diretora Rossi quanto a presidente da OAB de São Francisco e os advogados mostraram-se satisfeitos com a reunião, tendo-a como muito produtiva e que outras fossem realizadas sempre para aproximar o judiciário dos advogados e que fossem debatidas todas questões do interesse do judiciário e da classe com a atenção voltada para o público.

FÓRUM PERMANENTE

O Fórum Permanente é um mecanismo, idealizado em 2007, que permite a aproximação entre órgãos, advogados, magistrados, servidores, promotores e defensores públicos, no intuito de promover o diálogo e diminuir os conflitos em prol do bom desenvolvimento do Direito em cada comarca, de forma individualizada.

Esse projeto é de extrema importância para que a justiça seja mais célere e eficaz. O diálogo mais intenso entre todos os agentes que mantém a estrutura jurisdicional em nosso país – cada um com a função que lhe cabe – é o caminho mais viável para que as necessidades sejam diagnosticadas e que se busque soluções efetivas para resolvê-las.

Campartilhe.

Comentários desativados.