SEGURANÇA PÚBLICA

0

O delegado de polícia Emmanuel Robson chegou ao limite em seu intento de oferecer maior segurança aos são-franciscanos. Há tempo ele vem levantando a questão, mostrando que é quase impossível – se não impossível – ele, com a atual estrutura da Polícia Civil em São Francisco que atende aos municípios de São Francisco, Pintópolis e Icaraí de Minas, uma população de quase 80 mil pessoas, realizar um trabalho a contanto.

Para falar sobre o assunto, ele ocupou a tribuna da Câmara Municipal na reunião ordinária da segunda-feira 26. No preâmbulo de sua fala ele disse que o povo são-franciscano não aguenta mais viver nessa situação em face da ausência de políticas públicas, em especial no quesito Segurança; que o povo não aguenta mais viver à mercê de bandidos. Em sucinta exposição demonstrou que, com a atual estrutura da Delegacia de Polícia, não tem como oferecer um trabalho mais eficiente às populações dos três municípios, sobretudo pela falta de detetives. Mostrou sua indignação pelo fato de existirem município em Minas Gerais com apenas 70 mil habitantes e que contam um uma Delegacia Regional, mais de dois delegados e grande número de detetives.

O delegado afirmou que já teve oportunidade de ser promovido para outras Delegacias, com maior suporte, mas que não gostaria de deixar São Francisco sem resolver o problema que afeta o seu povo em questão de segurança. Por fim, ele disse que era a terceira vez que abordava o assunto na Câmara Municipal, mas que não viu nenhum andamento na questão, que deve ser encarada por todos- poderes Executivo, Legislativo, Ministério Público e Judiciário.

É preciso ter o apoio de todos e a participação de todos os segmentos da sociedade – comércio, escolas, sindicatos.

Campartilhe.

Comentários desativados.