SPR promove encontro com presidentes de associações

0

O Sindicato dos Produtores Rurais de São Francisco promoveu encontro com presidentes de associações comunitárias tendo como objetivo analisar a situação atual do campo – seus problemas, potencialidades e limitações para melhor qualificar a demanda do mercado de trabalho rural e necessidades das comunidades rurais e busca-se, dessa forma, otimizar a aplicação de recursos financeiros para a realização de eventos.
O encontro teve lugar na sede do Conselho Municipal de Entidades Comunitárias – COMENAC. Presenças: presidentes do Sindicato, José Botelho Neto e do Comenac, Jainy de Jesus Gonçalves Pereira; o supervisor da Emater Regional de São Francisco, Geraldo Magela e o técnico Marcão; o secretário municipal de Agricultura, Luiz Carlos Gomes, o presidente do Codema, João Naves e representantes de empresas – Laticínio Saboroso e Cros.
Os trabalhos forma conduzidos pelo secretário do Sindicato, Genival Paraíso que, de forma muito didática e detalhada, explicitou aos presidentes (produtores) o objetivo e necessidade do debate que atende ao sistema Faemg, Senar, Inaes, Sindicatos e que o encontro serviria para elaboração de um Plano e trabalho visando a capitação de recursos junto ao Senar, levantar as demandas em novo processo, ou seja, de baixo para cima.
Na abertura do encontro o presidente do Sindicato, Zezito, fez uma exposição sobre o Senar, como trabalhar para obter bons resultados com presidentes de associações e líderes do meio rural.

EXPOSIÇÃO

Genival, no segundo passo, conduziu os trabalhos levando os presidentes a trabalhar na elaboração de um diagnóstico dos maiores problemas das atividades do campo, que mereçam maior atenção e planejamento. A exposição foi permeando as situações em passos. O primeiro mapeamento os produtos base de sustentação da economia agropecuária do município. Foi interessante e até surpreendente o levantamento feito pelos presidentes, priorizando: pecuária (de leite e corte), fruticultura, mandioca, cana de açúcar, agricultura (feijão), piscicultura olericultura e suinocultura.
O 2º passo foi a definição dos produtos a serem trabalhados. Escolhidos foram a pecuária e a fruticultura.
O 3º passo foi o levantamento dos problemas. Os produtores foram levantando os problemas relacionados à produção. Foi apresentado um profundo diagnóstico da situação da pecuária no município, em detalhes, um raio-x. Genival adotou um processo muito interessante para levantamento e discussão dos problemas e a busca de soluções: Árvore de Problemas. Cada situação levantadas pelos produtores era lançada, numa tira de cartolina, como um galho.
O 4º passo. Relacionados os problemas passou-se às possibilidades de solução, utilizando-se os treinamentos, cursos e programas do Sistema Faemg/Senar; definição das causas; cursos prováveis e efeitos prováveis.
O 5º passo foi o da construção da árvore de problemas e de objetivos.

PARTICIPAÇÃO

Foi muito rica e interessante a participação dos produtores, que ajudaram a descrever, com detalhes, a situação em que se encontra o sistema produtivo agropecuário no município. Surgiram situações pouco relacionadas que, em verdade, entravam o sistema. E assim, foram sugeridos, depois do estudo da árvore, os seguintes cursos: de vaqueiro, gestão, associativismo, ordenha, saúde sanitária, manejo reprodutivo, processamento do leite.
A solicitação de realização de cursos pelo Sistema Faemg/Senar será feita no correr deste ano para a realização em 2010.

LEILÃO MISTO DE BOVINOS

O Sindicato realizará no dia 4/9, às 20 horas, no parque de leilões União do Vale, Leilão Misto de Bovinos. Informações: (38) 99902-2803 ou (38) 3631-1545.

Campartilhe.

Comentários desativados.