TEMPESTADE ASSUSTA SÃO-FRANCISCANOS

0

Na tarde da quarta-feira 12, por volta das 15h os são-franciscanos foram surpreendidos por uma violenta tempestade. Apesar de ser uma cidade plana, sem obstáculos para escoamento das águas pluviais, o sistema de vazão não comportou o excesso de água. Há muito não se via tão excessiva precipitação, chovendo, em menos de uma hora, 74,8 mm, com ventos de velocidade superior a 70km. Ruas e avenidas se transformaram em rio com violenta correnteza arrastando paus, lixo, cobrindo carros, invadindo lojas e casas. Muitas árvores foram arrancadas pela raiz, outras tiveram dilacerados os galhos. A rede elétrica foi danificada em vários pontos da cidade com postes derrubados por galhos de árvores. Em pouco minutos criou-se o caos alarmando a população, principalmente as pessoas indefesas. A cidade ficou dividida em dois setores – Norte e Sul, tendo o “rio” da rua Silva Jardim como divisor.
O furor da ventania remeteu os são-franciscanos mais antigos fenômeno meteorológico semelhante ocorrido na década de 70 quando o telhado da matriz São José foi arrancado e atirado a grande distância, um bosque de eucalipto da Escola Caio Martins tombado por inteiro, várias casinhas à beira do rio totalmente arrasadas.
No saldo, apesar de muitos estragos, muitos danos, não foi dado notícias de vítimas, ouvidas as autoridades a respeito – a cidade contou com a presença do Corpo de Bombeiros, guarnições de Januária e Montes Claros, o trabalho da Polícia Militar da 13ª Cia, Defesa Civil do Município e Cemig.
A tempestade restringiu-se à região de Araçá – São Francisco e Boi Morto. O pluviométrico do Jardim Graziela registrou: 74,6mm – duração da precipitação: 50 minutos.
Um comentário: não foi a primeira vez que a cidade sofreu com os efeitos de fenômenos meteorológicos e, pela andar das ações dos governantes do município, não será a última, pois não se vê nenhuma providência, nenhum planejamento para evitar os danosos efeitos das precipitações pluviométricas. Os pontos críticos são conhecidos, apenas isso.

Campartilhe.

Comentários desativados.