VOZ NA COMUNICAÇÃO: A ARTE DE FALAR EM PÚBLICO

0

Falar em público muitas vezes pode ser um grande problema para muitas pessoas, devido ao excesso de timidez, insegurança e por alguns outros motivos perdem várias oportunidades, tanto na vida pessoal quanto profissional. Nos dias atuais o ato de falar em público se torna uma grande necessidade para qualquer pessoa e saber comunicar de forma adequada e correta é fundamental em todas as áreas ou momentos em que estivermos.

Desta forma, com tantas situações distintas no meio da comunicação, a maior parte das pessoas acaba se sentindo insegura e com dúvidas sobre a maneira em como se comportar e falar. Vamos partir do princípio de que o medo é inevitável. O que nos resta a fazer é administrá-lo e até fazê-lo trabalhar a nosso favor. Para ajudar a você a ser eficaz na arte de falar em público, a administradora Cristiane Carvalho, Empreendedora na Empresa Progresso – Desenvolvimento Humano, que é especialista em ministrar palestras e cursos sobre o assunto, deixa aqui dicas que valem ouro a serem seguidas e tornar eficiente o seu momento de falar em público:

Aspectos gerais

  • Chegue mais cedo no local (no mínimo 20 min);
  • Procure o responsável pelo evento, informando de sua presença e aproveite para ambientar-se;
  • Observe as pessoas que se encontram no ambiente;
  • Busque prender sua atenção;
  • Não fuja do tema, mesmo que alguém faça um questionamento;
  • Tenha paciência e equilíbrio para ouvir e falar;
  • Em caso de atrasos, qualquer que seja o motivo, encerre a exposição no horário estabelecido ou aguarde orientação de prorrogação do responsável;
  • Expresse clareza de raciocínio e transmita informações com fidelidade;
  • Relacione o tema com fatos do dia a dia. Proporcionando reflexões profundas às pessoas. Evidenciando firmeza e convicção.

Postura

 Mantenha-se com a postura ereta, motivado, sorrindo, efetuando gestos positivos, criando um clima geral de tranquilidade e confiança;

  • Sorria naturalmente! Quanto mais simples e sincero for o expositor, expressando harmonia por meio das palavras, do olhar, dos gestos maior facilidade para transmitir a mensagem de que é portador.

Voz

  • Para um melhor controle emocional é indispensável o controle da respiração;
  • A tonalidade da voz denuncia o estado íntimo do expositor;
  • Module sua voz de acordo com o que expõe;
  • Imprima velocidade e volume de conforme os quadros mentais que deseja transmitir. O volume da voz deve obedecer às necessidades do local e do microfone;
  • Pronuncie bem e integralmente as palavras;
  • Baixe o tom da voz, caso haja conversas paralelas entre os presentes. Isto atrai a atenção de quem está conversando;
  • Caso tenha dificuldade de pronunciar alguma palavra, substitua sem se perturbar ou peça ajuda do público.

Mãos

 Pelos gestos das mãos mede-se a educação das pessoas. Portanto, evite:

  • Falar com as mãos no bolso;
  • Segurar a borda de móveis durante a fala;
  • Usar gestos repetitivos. Ex.: mexer nos óculos, manipular canetas etc;
  • Permanecer desnecessariamente, com objetos nas mãos.

 Olhar

“Os olhos são o espelho da alma”. Por meio do olhar podem-se atrair atenções.Por isso…

  • Não fale de olhos fechados;
  • Evite fixar o olhar numa única pessoa ou grupo de pessoas. A menos que esteja dirigindo a fala para responder o esclarecer especificamente;
  • Da mesma maneira que as mãos, os olhos auxiliam na comunicação;
  • Busque olhar para todos participantes sem fixar o olhar;
  • Evite olhares vagos.

*Em caso de nervosismo, olhe para o fundo do auditório, levemente acima do público. Na medida em que obtiver confiança olhe diretamente para os participantes.

 Linguagem

  • A linguagem deve ser:
  • Correta;
  • Clara;
  • Lógica;
  • Natural;
  • Objetiva;
  • Sintética;
  • Apoiada em fundamentos;
  • Adequada ao tema e ao público.

Recursos didáticos

Podem ser:

Visuais, auditivos e auditivos visuais.

Recursos:

  • Voz, gestos, quadros brancos, data show, cartazes, vídeos etc.

Objetivos:

 Motivar, atrair atenção, manter atenção, agregar valor, ilustrar ideias e conceitos etc.

Nota: A utilização de mais de um recurso didático, exige atenção do público para acompanhar a exposição. Pois terão de lançar mão simultaneamente, de sentidos variados.

 O Público

Antes de responder qualquer questionamento, preste atenção na fala do participante. Pois o esclarecimento poderá ser concluído com êxito se bem compreendida a dúvida em questão.

Nunca responda sem ter certeza. Caso necessário, peça para retornar ao tema em momento oportuno.

Ninguém sabe tudo! Somos todos aprendizes!

Condições emocionais e psicológicas

 O expositor deve disciplinar suas emoções que, malconduzidas podem provocar situações embaraçosas.

Além disso, deve estar preparado para críticas positivas e negativas, inerentes ao seu trabalho.

Como tratar o público

O uso inadequado do tratamento pode criar um bloqueio aos ouvintes. Portanto, use sempre o tratamento ou pronome de tratamento, adequado à cada pessoa. Sem exageros.

No mais, bom trabalho!

As dicas foram detalhadas pela administradora

Cristiane Carvalho, Empreendedora,

Palestrante e Professora Universitária.

Progresso – Desenvolvimento Humano.

Contato: (38) 9 9900 – 8043 Pirapora – MG

Email: progressohumano@hotmail.com

Instagram: @progressohumano

Campartilhe.

Comentários desativados.